terça-feira, 12 de maio de 2009

Wolverine - Netuske

Wolverine, em viagem ao Japão, numa tentativa de tentar encontrar a paz, face a antigas e dolorosas memórias da amada Mariko, acaba por se lançar a um passado desconhecido e muito mais distante.

A descoberta de uma outra existência, em meio ao Japão medieval, acarreta novas descobertas e dúvidas.

Netsuke é um novo estágio da mitologia do personagem. O correto roteiro de Pratt desloca o personagem a um outro tempo e espaço históricos para ressaltar as características universais do seu sucesso: a solidão de um mutante "amaldiçoado" por um dom que o torna imune não à dor, mas aos ferimentos mortais; um guerreiro invencível que se recusa a ser uma máquina de matar insensível.

A arte de Pratt é a confirmação de um talento que, se economiza palavras, dá vazão a uma rara sensibilidade no uso das cores, luzes e sombras.

Não adianta tentar descrever, é preciso deixar o olhar explorar os detalhes que se multiplicam em páginas de extremo bom gosto!

Leitura obrigatória! Emocionante!Possivelmente, não passaria despercebido ao mestre Akira Kurosawa!

No hall das melhores deste personagem.

Nenhum comentário: