terça-feira, 12 de maio de 2009

Wolverine - Saudade

Passando suas férias no Nordeste brasileiro, o mutante conhecido como Wolverine acaba se envolvendo numa conspiração envolvendo criminosos, exploração de menores e os moradores das favelas de Fortaleza.

Não espere nada revolucionário ou inovador, nem algo muito diferente do que se veria no título-solo do personagem. Contudo, a trama é bem contada, tem um ritmo ágil, um desenho bem trabalhado e, com certeza, entretém.

Sobre o retrato do Brasil, como sempre, está longe de ser totalmente fiel, mas não tem grandes discrepâncias e acerta, principalmente, em contar uma história universal, que poderia funcionar em qualquer lugar. Interessante a idéia de como os mutantes brasileiros viveriam, principalmente Pai Kuhrra que usa seus poderes como uma espécie de médium/curandeiro e a "sereia" que salva Logan.

A arte de Buchet é competente, mas a caracterização dos brasileiros, em alguns casos, ficou mais próxima dos peruanos, bolivianos ou até indianos.

Mas talvez a maior crítica ao álbum é que o roteirista não entendeu o verdadeiro significado da palavra saudade. Pelo que retratou no final, ele entendeu que era a tristeza por algo que poderia ter acontecido, como Wolverine treinando o garoto Xexéu para ser um herói.

Mesmo assim, Saudade é uma boa história, principalmente para quem deixou de ler histórias de super-heróis há algum tempo por não encontrar nada que lhes agrade, além de mostrar pra valer como fica o braço de alguém quando é, literalmente, fatiado por Wolverine.

7 comentários:

Victor disse...

Hoje é especial Wolverine!!!
(bom, muito bom!)

Free Man disse...

É isso mesmo!

Especial Wolverine!

Todos os vencedores da enquete terão um dia especial!

Soraya disse...

Parabens cara, mt bom esses lançamentos do Wolverine XD
vlw cara!

Otis disse...

Cara, animal esse post.
Ah e walkin deadh, tem previsão?
Cara, esse blog é o melhor.
E o easy share resolveu voltar a funcionar 100%.

Abraço

Deco disse...

Opa...
Valeu por colocar a revista do Wolverine aqui tb.
Concordo com o que vc disse da revista.
No mais, parabéns pelo blog. Vou colocar seu banner no meu e se fosse possível, gostaria que o meu fosse colocado aqui tb.
Abraços

Free Man disse...

Oi Deco,

Podemos realizar a troca de banners.

Pode me informar o link de seu site?

Abraços,
Freeman!

david disse...

Gostei muito da história. Retrata a Fortaleza dos anos 1950 quando o Pirambu era “longe” e se tornou a maior favela de Fortaleza, aglomeração de retirantes das secas que foram usados em trabalhos desumanos em várias regiões do Brasil. Existiram curandeiros e a historia faz jus a um período histórico de nossa terra. Gostei muito da história que considero ter quardado fatos relevantes de um momento tão esquecido do Ceará e de Fortaleza…