terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Jojo's Bizarre Adventure


Ano: 1993 e 2000
Direção: Hiroyuki Kitakubo
Produção: KSS, Shueisha, APPP Company

Sinopse:

A história do OVA de Jojo’s Bizarre Adventure se passa quando a família Joestar inicia o confronto final com seu eterno inimigo, Dio Brando – um poderoso e perigoso vampiro cujo corpo, do pescoço para baixo, pertence ao primeiro Joestar a enfrentá-lo. O vampiro havia sido derrotado e estava em sono profundo num caixão no fundo do oceano mas foi resgatado e libertado por marinheiros, que pagaram por este erro com a vida.

Dio desperta, do corpo de Jonathan Joestar, a incrível habilidade do Stand (a “marca registrada” deste anime).

O Stand é uma espécie de alter-ego espiritual que a pessoa forma a partir de sua força vital, mental e ambição, e que confere incríveis poderes a seu usuário, denominado Stand-User. Apenas um Stand-User pode ver um Stand, o que os torna invisíveis para pessoas normais. Os Stands possuem as aparências mais bizarras, variando entre humanóides estranhos, alguns parecidos com robôs ou criaturas mitológicas, um monte de cipós espinhosos, um carro, um navio, insetos, dentre muitos outros, extensos demais para listar aqui. Somente um Stand pode ferir outro Stand e os danos sustentados por estes são recebidos igualmente por seus Stand-Users, portanto, se o braço de um Stand for arrancado, o mesmo ocorrerá com o de seu dono.

Cada Stand possui um poder diferente, como prever o futuro, ser extremamente veloz, forte, resistente e preciso, dominar as águas ou o fogo, dentre outros poderes muito mais bizarros como abrir (literalmente) a mente de uma pessoa e escrever novas informações em seu cérebro (literalmente também), ou possuir a forma de uma vara de pescar e ser capaz de arrancar o coração de uma pessoa com seu anzol. Para pessoas comuns, todos os efeitos de um Stand são invisíveis: enquanto Jotaro e outros Stand-Users podem ver seu Star Platinum erguer uma barra de aço, pessoas comuns verão a barra ser erguida no ar como que por mágica ou telecinese.

Ao despertar seu Stand, Dio faz com que os Stands de Holly Kujo, Jotaro Kujo e Joseph Joestar despertem. Felizmente, eles possuem força de vontade suficiente para controlá-los, mas o mesmo não acontece com Holly, a mãe de Jotaro, cujo Stand começa a matá-la.

Para salvá-la, Hermit Purple, o Stand de Joseph, mostra que eles devem destruir Dio.

Avdol, um homem muito sábio e honesto, os acompanha desde o princípio, dotado do Stand Magician’s Red, capaz de criar e controlar o fogo.

Em sua jornada, outros Stand-Users entram para o grupo: são eles o estudante Kakyoin, que controla o maleável Hyerophant Green, o estranho e truculento Polnareff, que controla Silver Charriot e o cachorro Iggy, que possui o Stand The Fool. Todos os Stands são nomeados a partir de cartas do tarô egípcio ou de deuses dessa mesma cultura.

Os OVAs narram as batalhas mais famosas, cheias de surpresas e revelações.

Comentário:

Jojo’s Bizarre Adventures é bem famoso no Japão. Ele não é comercial, e por isso não é muito famoso no resto do mundo, mas seus fãs são todos incondicionais. Sua história é, como o título indica, muito bizarra, assim como os personagens e, especialmente, as roupas que eles usam. Hirohiko Araki faz questão de desenhar personagens estranhos vestidos de maneira estranha, e criar Stands mais estranhos ainda para fazer referências aos uniformes de super-heróis americanos, de onde ele tirou a idéia de criar os Stands.

O gênero deste anime pode ser definido como ação, com toques de drama pesado, de terror e uma dose um pouco excessiva de violência: algumas cenas retratam personagens sendo dilacerados, esquartejados e pisoteados – mas não necessariamente nessa mesma ordem – e fica dado o aviso para pessoas de estômago fraco – consistindo nisso o único defeito encontrado no anime.

As batalhas independem do poder do Stand da pessoa; elas são muito mais mentais do que realmente uma demonstração de poder onde o mais forte vence. Há Stands muito fracos, mas cujas habilidades são exploradas de forma tão sagaz por seus donos, que isso os torna extremamente mortais. Jotaro, por exemplo, possui um dos mais poderosos Stands e, ainda assim, raramente parte para um confronto direto com seu adversário, preferindo estudar suas técnicas, os poderes de seu Stand e, só então, descobrir uma maneira de enfrentá-lo e derrotá-lo. Isso torna os confrontos muito mais interessantes, pois os personagens devem descobrir novas formas de usar seus Stands e a fraqueza dos de seus adversários para sobreviverem aos confrontos, já que, apesar de possuírem tais poderes, eles ainda são pessoas comuns que podem ser mortas se sofrerem ferimentos muito graves.

Sua qualidade gráfica é excepcional – a animação não é das mais modernas, mas os desenhos são muito cativantes, pesados, tendo cada personagem suas características físicas delineadas a um ponto realista e, ainda assim, caricato. Os Stands são ainda mais impressionantes, com um nível de detalhamento sem igual – assim como o cenário e os objetos. A trilha sonora, no entanto, é bem simples, sem maiores atrativos, mas faz bem o serviço de deixar o espectador no clima da história.

Outra coisa que chama a atenção à série é o fato de suas inúmeras citações à música e a filmes norte-americanos. O próprio nome da série, Jojo, foi tirado de uma música dos Beatles (Get Back - "Jojo was a man who thought he was a loner..."), além de ser o apelido carinhoso de todos os personagens principais, composto por parte de seus nomes (Jonathan Joestar, Joseph Joestar, Jotaro Kujo, Josuke Higashigata, Giorno Giovanna, Joline Kujo). Dentro outras citações estão o nome "Dio Brando" (Dio é uma banda de heavy metal muito famosa e o Brando vem do ator Marlon Brando), Jotaro Kujo (o Kujo vem do filme Cujo, de Stephen King) e a aparição do Stand em forma de carro Wheel of Fortune (Roda da Fortuna), que se parece muito com o filme "Christine - o carro assassino".

Os personagens são um dos maiores atrativos do desenho: suas personalidades, todas muito fortes, entram em conflito constantemente. Eles são tão humanos quanto eu e você, o que torna o desenho ainda mais atraentes para o público, pois é possível identificar fraquezas e qualidades que todos possuímos, sem apelar para aqueles tipos "heróicos".

Concluindo, Jojo's Bizarre Adventures é um anime muito recomendado. Ele é raro, mas a procura é compensada por uma história densa e bem construída, estratégias de combate interessantes e personagens cativantes e brilhantemente inseridos no contexto.

O anime não conta claramente a história completa como o mangá, ele poe em foco a História de Kujo Jotaro que é o atual descendente Joestar mais jovem... e sua aventura a achar Dio Brando e terminar de uma vez a luta de sua familia contra ele...

AVISO: O anime foi lançado duas vezes... uma vez em 1993 contando a finalização das lutas, e em 2000 contando como foi a inicialização da luta com Dio.
Então para quem leu o mangá pode ver na ordem que quizer... mas quem não leu , aconselho verem os de 2000 primeiro. Por esse motivo irei postar primeiro os OVA's de 2000, por onde começa a história. :)


E não é só isso!!

Aproveitando, segue aih a ISO do jogo para Playstation!
JÁ AVISO QUE NAUM VOU EXPICAR COMO SE GRAVA, EMULA, DESCOMPACTA, ETC...
ENTÃO NÃO ADIANTA PERTGUTAR. Vá procurar no google!

Mas seguindo a grande mão, aih vai o jogo:

JOJO BIZARRE ADVENTURE [RIP]

FABRICANTE : CAPCOM
GENERO : LUTA
IDIOMA : ING/JAP
TAMANHO : 73 mb
COMPACTADO COM WINRAR

jojos bizarre adventure (ISO PSX).zip (73,42 MB)

4 comentários:

Duga disse...

E você tem os mangás aí...?

Novatinho-SP disse...

Hei amigo, coloque mais OVAs para que a gente possa baixar !!
Alias, to começando a assistir e curtindo muito este anime !! Fora de série !!

Anônimo disse...

Você tem os ficheiros EBOOT.PBP e KEYS.BIN desse jogo ?

Paka disse...

tem tb as roms em cps 3 do jotaro kujo BIZARRE ADVENTURE,se voç~e postar nos podemos jogalas no mame....(é para o emulador mame ou cps 3)