segunda-feira, 2 de junho de 2008

Esquadrao Suicida (Minissérie Completa)

Trabalhando sobre a responsabilidade da Força Tarefa X, uma agência secreta do governo americano, o Esquadrão Suicida é uma unidade de operativos paramilitares e meta-humanos formada pela primeira vez durante a Segunda Guerra Mundial. Sobre o comando do Capitão Richard Flag Sr., esse “Esquadrão Suicida”, era formado por soldados que concordaram trabalhar no Esquadrão ao invés de irem para a corte marcial. As missões eram consideradas suicidas, daí o seu nome!

Durante a década de 50, o Esquadrão Suicida tornou-se uma força de elite designada para missões secretas no exterior. Logo depois da esposa de Rick Flag morrer em um acidente de carro, ele também morreu durante uma missão suicida contra a Roda de Guerra alemã. Seu filho, Richard Flag Jr., cresceu sob a tutela do General J. E. B. Stuart (do Tanque Mal-Assombrado) e tornou-se Coronel da Força Aérea e líder de um renovado Esquadrão Suicida. Ao lado deKarin :Grace, Jess Bright e Hugh Evans, o novo Esquadrão de Flag enfrentou diversas ameaças contra a segurança nacional. Após as trágicas mortes de Bright e Evans durante uma missão no Camboja, Karin Grace soreu um colapso mental e o Esquadrão foi dissolvido.

Décadas depois, a assessora do Congresso Amanda Waller reconstituiu a fórmula do Esquadrão Suicida oferecendo a criminosos metahumanos perdão ou redução de pena em troca da participação deles em perigosas operações secretas. Cada agente recebia uma pulseira explosiva preparada para detonar se tentasse fugir ou se tornasse um risco para a segurança. Rick Flag Jr foi recrutado para ser o líder de campo do Esquadrão.

Mantendo um grupo coeso de membros, o Esquadrão Suicida empreendeu numerosas missões, porém diversos operativos pereceram no caminho. Incluindo Grace e o próprio Flag. Após o terrorista Kobra desestruturar a comunidade de inteligência americana durante uma de suas tentativas de dominação mundial e de Waller ser enviada para prisão por ter desacatado o Congresso americano, o Esquadrão foi dissolvido. O Esquadrão foi mais uma vez revivido como uma organização independente, pagando aos operativos um milhão de dólares por missão, mas Waller dissolveu esse Esquadrão pouco tempo depois.

Atualmente, a Força-tarefa X responde ao Departamento de Operações de Extranormais (D.E.O.) do governo americano, que, por ordem do Presidente Lex Luthor, reativou o Esquadrão Suicida durante a Guerra de Imperiex para libertar a criatura conhecida como Apocalypse para ser usada como uma arma de destruição de massa. Shrapnel, Plasmus e Mongul II tombaram, vítimas daquela campanha precipitada. A última versão do Esquadrão era comandada pelo General do Exército Americano Frank Rock, que acreditava-se ter morrido durante a Guerra de Imperiex, e o seu segundo em comando, "Bulldozer", um dos homens de confiança de Rock do seu pelotão na Segunda Guerra Mundial, a Companhia Moleza. Como anteriomente, o Esquadrão Suicida teve uma lista rotativa de supervilões cuja lealdade é assegurada através da injeção de nano-partículas reguladoras. Em uma recente missão, o Esquadrão Suicida fez jus ao seu nome quando o Rei Relógio e Graúdo entre vários outros morreram em ação.

Além do Rock e Bulldozer, os membros fixos da equipe eram: Pistoleiro, um atirador infalível que já enfrentou o Batman, Modem, um hacker de computador e Havana, uma operativa com um passado misterioso.


Nenhum comentário: