terça-feira, 3 de junho de 2008

SHAMAN - "Ritual" (2002)

SHAMAN - "Ritual" (2002)
SHAMAN Ritual 01 - Ancient Winds
02 - Here I Am
03 - Distant Thunder
04 - For Tomorrow
05 - Time Will Come
06 - Over Your Head
07 - Fairy Tale
08 - Blind Spell
09 - Ritual
10 - Pride


Os ex-integrantes do Angra (mais Hugo Mariutti, irmão do

baixista Luís - Jesus), após dois anos de estrada e turnês mundiais lançam o disco "Ritual".

Este disco era esperado por todos desde o anúncio da nova banda em meados de 2000.

E valeu a pena esperar tanto, este foi com certeza um dos melhores discos do ano.

O disco começa com a introdução "Ancient Winds", qua apesar de ter 3m e 16s é excelente, nos apresenta sons indígenas e florestais.

Após a introdução começa o metal melódico da pesada com "Here I Am", muito peso e André Matos cantando como sempre (incrivelmente bem!), sensacional!

Seguindo o disco "Distant Thunder", traz mais uma pequena introdução e mais peso, excelente entrosamento dos instrumentos e vocais, ótimas variações rítmicas.

"For Tomorrow" nos apresenta um ar de fantasia e música celta misturado com muito metal melódico, uma música mais leve para quem gosta de Avantasia e Thuata de Dannan.

Continuando,"Time Will Come", teclados iniciam, mas logo começa muito peso e velocidade máxima, com diversas variações no decorrer da música.

"Over Your Head", música leve, mas com um ótimo refrão pesado.

Em seguinda a música mais conhecida da banda, "Fairy Tale", que havia sido apresentada meses antes, foi parar até na trilha sonora da novela da Globo (isso mesmo, novela!), 'Beijo do Vampiro'. Ela começa bem leve com teclados, mas também apresenta um ótimo refrão pesado.

"Blind Spell" apresenta ótimas variações.

A música que dá nome ao disco, "Ritual", é ótima e mostra quanto é excelente a banda, muito entrosamento.

O disco encerra com "Pride" uma das melhores músicas, pesadíssima e contagiante, uma ótimo refrão, pode-se dizer que é um perfeito encerramento.

O que dizer mais? Uma excelente banda com 'o melhor' vocalista do Brasil. Só é difícil dizer qual é a melhor música. Em relação a parte gráfica o disco é mais uma vez excelente. Bem elaborado de ponta à ponta, nos trazendo diversos símbolos indígenas e logicamente de rituais indígenas. Nota: 10,00.bro/2002)

Nenhum comentário: